top of page
Search
  • benedictojunior197

Energia Solar: Brasil subiu cinco posições no ranking mundial.


Goiás ocupa a oitava posição na produção de energia solar no país.


O Brasil entrou para o ranking dos dez maiores países com produção de energia solar do mundo. De acordo com dados divulgados recentemente pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o país alcançou a marca de 20 gigawatts (GW) de capacidade instalada em usinas de energia solar, ultrapassando países como França, Canadá e Índia.

Este crescimento tem como objetivo aumentar a participação das fontes renováveis na matriz energética do país e a fonte solar passou a ser a segunda maior na matriz elétrica nacional em janeiro deste ano. Hoje soma 26 GW em operação no Brasil, responsáveis por mais de R$ 128,5 bilhões em investimentos e mais de 783,7 mil empregos acumulados desde 2012. Além disso, a redução dos custos de instalação de painéis solares tem tornado a energia solar cada vez mais acessível para consumidores residenciais e empresas.

Ao analisar a capacidade instalada acumulada da tecnologia solar entre 2021 e 2022, o Brasil subiu cinco posições no ranking mundial, saindo da 13ª colocação em 2021 para a oitava em 2022. O ranking é liderado pela China (392 GW), seguida pelos Estados Unidos (111 GW), Japão (78,8 GW), Alemanha (66,5 GW), Índia (62,8 GW), Austrália (26,7 GW), Itália (25 GW), Brasil (24 GW), Holanda (22,5 GW) e Coreia do Sul (20,9 GW).

Já Goiás ocupa a oitava posição no ranking com maior potência instalada de energia solar na geração própria, segundo o mapeamento divulgado em março, com 710,6 megawatts (MW) em operação nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos. O mapa também mostra Goiânia como a oitava cidade no ranking nacional, com potência instalada de 119,6 MW.

Contraponto Empresarial (com informações Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica)

8 views0 comments

Comments


bottom of page