top of page
Search
  • benedictojunior197

MÊS DE MARÇO - MÊS DA MULHER


O Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 8 de março e tem como objetivo celebrar as conquistas das mulheres ao longo da história e promover a igualdade de gênero. A data remonta ao início do século XX, quando mulheres em todo o mundo começaram a lutar por seus direitos e por melhores condições de trabalho e vida.

Este período é a oportunidade para uma reflexão sobre a luta contínua pela igualdade de gênero, bem como homenagear as mulheres que inspiraram e continuam a inspirar as gerações seguintes.

Na engenharia, muitas mulheres têm desempenhado um papel fundamental na inovação e desenvolvimento de novas tecnologias e soluções para desafios globais.

Neste momento devemos lembrar de nossa história com Enedina Marques (1913-1981), pioneira da engenheira brasileira. Formou-se em Engenharia Civil em 1945 pela Universidade Federal do Paraná, entrando para a história como a primeira mulher a se formar em engenharia no estado e a primeira engenheira negra do Brasil.

Em sua vida profissional esteve no Departamento Estadual de Águas e Energia Elétrica, trabalhando no Plano Hidrelétrico do Estado do Paraná e atuou no aproveitamento das águas dos rios Capivari, Cachoeira e Iguaçu. Para muitos, a Usina Capivari-Cachoeira foi seu maior feito como engenheira.




Também devemos lembrar de Lina Bo Bardi, uma das mais icônicas arquitetas do século XX, conhecida por projetar o MASP e a famosa Casa de Vidro. Seu legado extrapola o campo da arquitetura, pois ela também contribuiu para a cenografia, artes plásticas, desenho de mobiliários e design gráfico.




Mulheres no setor da construção

Apesar de ainda modesta, conforme dados de 2021 da RAIS do Ministério do Trabalho, é inegável que com muita luta e resistência ao longo do tempo as mulheres vêm ganhando destaque na cena nacional do setor da construção.

Em 2021, o estoque de trabalhadoras no setor da construção era de 250.906 mulheres, 10,85% de um total de mais de 2,3 milhões trabalhadores. Em 2006, essa participação era de 7,52% (108.229).


No entanto, a presença feminina na engenharia ainda é baixa, e é importante continuar a promover a diversidade e inclusão na área e a igualdade de gênero é um objetivo a ser alcançado, e que todas as pessoas - independentemente do gênero - devem ter igualdade de oportunidades e respeito em todas as áreas da vida.

O Sinduscon Anápolis e o Seconci Anápolis aproveitam este mês para homenagear todas as mulheres do setor da construção do país e todas mulheres do Brasil e do Mundo.

Fonte Sinduscon Anápolis / Seconci Anápolis (com informações Agência CBIC)

7 views0 comments
bottom of page